Buscar
  • Flávia Muniz - ArqRio

Fomos ALI no Cristo


Matéria original no site da ArqRio: [Link]

Peregrinação da Juventude Legionária: "Houvemos vista... do Redentor"

Era uma manhã pascal de 22 de abril de... 2018, quando, em caravana - não em caravelas - 180 jovens da Legião de Maria do Senatus Assumpta do Rio de Janeiro realizaram uma peregrinação inédita ao Santuário Cristo Redentor. O evento teve início com as orações da Tessera legionária, o Terço e, na sequência, a Santa Missa, presidida por Dom Edson de Castro Homem, bispo de Iguatu (CE) e referencial da Legião de Maria do Brasil junto à CNBB. Concelebraram: padre Glauberto Alves de Oliveira, da diocese de Iguatu (atualmente, residindo na Arquidiocese do Rio), e o chefe de gabinete do arcebispo metropolitano, padre Jorge André Pimentel Gouvêa, que representou o Cardeal Orani João Tempesta e o padre Omar Raposo, reitor do santuário. O Senatus Assumpta foi representado pela vice-presidente Luciane Justiniano do Carmo.

A juventude ocupou o platô do monumento que é cartão postal do Brasil, para comemorar os 3 anos de criação da Secretaria da Juventude Legionária do Senatus Assumpta do Rio de Janeiro (Sejule-RJ) e realizar a segunda Ação Legionária de Impacto (ALI). Com o bordão "boraali", a Sejule-RJ atraiu a juventude da Legião de Maria do Regional Leste 1. Participaram da peregrinação jovens da Arquidiocese do Rio (comitia dos vicariatos Leopoldina e Santa Cruz), da Arquidiocese de Niterói (Curiae de Jardim Catarina e Santa Isabel, em São Gonçalo) e da Diocese de Nova Iguaçu (Curia de Nilópolis).

"Trata-se de uma jornada apostólica, sugerida pelo Manual da Legião. A primeira ALI aconteceu no Boulevard Olímpico, em fevereiro deste ano, e foi uma preparação para essa segunda, no Cristo Redentor, comemorativa do 3º aniversário da Sejule-RJ. Procuramos fazer uma evangelização interpessoal, seguida de orações pela paz no mundo, no Brasil e no estado do Rio. Aqui no Santuário, fizemos um minuto de silêncio pela paz universal, pelas regiões de conflito no mundo, como a Síria; rezamos pelos refugiados, pela violência em nosso país e no nosso estado. E, nessas intenções, levamos o mundo inteiro aos ombros do Bom Pastor, pelo Terço da Divina Misericórdia. Estamos muito felizes por essa acolhida à juventude e à Legião de Maria, nesse dia tão importante, em que comemoramos o Descobrimento do Brasil, e neste santuário, símbolo da Cidade Maravilhosa", explicou a jovem Luciane, vice-presidente do Senatus.

Jornada pela juventude e pela vida consagrada

Entusiasmado com a peregrinação dos jovens, Dom Edson, durante a homilia, elogiou a iniciativa e parabenizou a juventude por empreender uma jornada apostólica, no dia em que a Igreja celebra a festa do Bom Pastor e a jornada pelas vocações sacerdotais e religiosas: "Os consagrados são homens e mulheres que procuram dar a sua vida, para que o Evangelho seja difundido, e muitos possam se aproximar do Senhor. Jesus faz uma distinção entre o mercenário e o bom pastor, sendo este quem dá a vida pelas suas ovelhas e cuida de buscar outras, que ainda não estão no aprisco, mas que Ele deseja atrair, para também redimi-las. Por isso, vocês, jovens, devem atrair, aproximar outras ovelhas, pois jovens evangelizam outros jovens. É aí que entra a palavra 'pastoral', e o legionário sabe muito bem disso: é preciso contribuir para que muitos possam se aproximar da bondade de Cristo e também se reconhecerem redimidos. Esse é o trabalho legionário, e ele é fundamental", exortou Dom Edson, que foi bispo auxiliar da Arquidiocese do Rio.

Ele pontuou, também, que "quem tem Maria, tem Jesus. E quem não tem Maria, desconfie se tem Jesus, porque Jesus e Maria estão sempre unidos. E Ela, unida a Jesus, o Bom Pastor, também nos guarda e nos cuida, com Seu amor de Mãe, por isso, merece o título de Divina Pastora", concluiu.

Após a comunhão, Dom Edson e os membros da Secretaria da Juventude, renovaram sua Consagração Total à Santíssima Virgem, segundo o método de São Luís Maria Grignon de Monfort, muito aconselhado pelo Manual da Legião e todo ele inspirado no Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem Maria, escrito por São Luís. Iago Lima, membro da Sejule-RJ e cerimoniário da Arquidiocese do Rio, contou a emoção de fazer a consagração pela primeira vez:

"Fiquei imensamente feliz. Esperei com grande ansiedade por esse momento. E jamais imaginei que recitaria, do altar, a fórmula da minha consagração, estando ao lado de Dom Edson. Consagrei-me Escravo de Amor a Jesus Cristo, pelas mãos de Nossa Senhora, no dia do Bom Pastor, e servindo, como cerimoniário, ao Bispo Referencial da Legião de Maria do Brasil. Esse dia jamais sairá da minha memória", disse.

Legião de Maria no Ano do Laicato

A peregrinação da juventude legionária ao Santuário Cristo Redentor aconteceu no dia seguinte à solenidade da Acies, celebrada na paróquia de Nossa Senhora de Fátima, na Rua do Riachuelo, Centro do Rio. Nessa igreja, foi fundado, em 1950, o primeiro Praesidium da Legião de Maria no país, sob o título "Refugium Peccatorum" (Refúgio dos pecadores), e que permanece ativo até hoje. A aprovação oficial, no entanto, só aconteceu em 24 de outubro de 1951, por Dom Jaime de Barros Câmara.

A co-fundadora, D. Yolanda Ribeiro, comentou, emocionada, durante a Acies, a importância da peregrinação da juventude ao Cristo Redentor e da Ação Legionária de Impacto para a Legião, nesse Ano do Laicato: "É uma maravilha ver avançando a juventude da Legião de Maria. No que dependeu de mim, eu dei minha vida para isso, dei tudo de mim, para expandir a Legião no Brasil inteiro. Agora, o que peço aos jovens é que não deixem a Legião de Maria acabar", disse a única co-fundadora ainda viva, que, aos 94 anos, é um ícone para os legionários de todo o Brasil e muito estimada pela juventude do Senatus-RJ. A ordem que, aos 35 anos e um tanto resistente, ela recebeu para ir fundar a Legião de Maria em Sergipe, tornou-se o lema da Sejule-RJ: "Obedeça, menina!".

A Legio Mariae (Legião de Maria) foi fundada pelo jovem leigo Frank Duff, em Dublin, Irlanda, no dia 7 de setembro de 1921. Inspirada no exército da antiga Legião Romana, da qual adotou toda a nomenclatura em latim e a estrutura organizacional, a Legião foi reconhecida como associação internacional de fiéis, pelo Pontifício Conselho para os Leigos, em 27 de março de 2014.

O termo Acies significa, como na Legião Romana, "exército em ordem de batalha". Entre os soldados da Legião de Maria, é a solenidade durante a qual devem fazer ou renovar sua consagração individual à Santíssima Virgem, Rainha da Legião, recitando a fórmula: "Eu sou todo Vosso, ó minha Rainha e minha Mãe, e tudo quanto tenho Vos pertence."

Confira as principais fotos do evento (Créditos:Lucas Rachid)

#boraali #levarmariaaomundo

#ALI #Sejule #AnoLaicato #Notícias

220 visualizações

E-mail Senatus:

senatus@legiaodemaria.org.br

Secretaria da Comunicação:

comunicacao@legiaodemaria.org.br

Endereço: 

Av. Benjamin Constant 23, sl 505

Glória - Rio de Janeiro / RJ

Tel: (21) 2224-1873

Visite:

 

© 2015 por Comunicação do Senatus-RJ